domingo, 20 de outubro de 2013

Mania que mandam nos filhos dos outros

Ontem o R. acabou de trabalhar e como estamos quase a ir embora, fomos jantar a casa do meu conhado.
O Tomás, que sempre odiou a L., mulher do meu conhado, agora já a tolera e se ri para ela.
Chegámos lá a casa deles, ela pegou no Tomás e eu sentei-me á mesa. Ouço o meu conhado rir-se, olho e vejo o Tomás a mastigar qualquer coisa.

Acho que se o olhar matasse, tinham morrido todos com o meu. Perguntei, furiosa mas com calma, o que é que ele tava a mastigar. Diz-me a L., com cara de "olha-me esta gaja..." (como se fosse a mãe dele) que era SÓ um bocadinho de miolo de pão. MIOLO DE PÃO! Quando eu já disse 1000x que não quero que ele coma ou prove nada até aos 6 meses.

Respirei (muito) fundo, olhei-a nos olhos e disse "L., não quero isso!". Respondeu aos gritos que "foi só um bocadinho, não lhe faz mal nenhum". Voltei a dizer "mas eu não quero!". Volta a gritar "os meus com 4m já comiam bocados assim", agarrando num bocado absurdo de pão. Aí já me tava a passar, e tentei acabar com aquilo "tu crias-te os teus, deixa-me criar o meu!".

Pareceu-lhe mal, deu-me o Tomás para o colo e sentou-se á mesa, a picar outra vez com a cena de "os meus com 4m já comiam bocados assim e assado" e aí falei um bocadinho mais ríspido pa ver se ela entendia "crias-te os teus 3, eu agora crio o meu, sou eu a mãe".

Levantou-se e foi prá rua. Ninguém sabia dela. Eu não tou pra m*rdas destas, cenas á criança. Peguei no MEU filho e fui-me embora dali. Ainda desatou a gritar comigo na rua a dizer que não tinha dado pão nenhum (o miudo a mastigar e ela a dizer "foi só um bocadinho", mas depois já não tinha dado), e quando eu disse que não tava chateada e não sabia porque é que ela tava a fazer filmes, ainda me diz que quem fez filmes fui eu!

Resumindo: eu que tinha razão pra ficar chateada não fiquei, só disse que não queria aquilo e eu é que sei, e ela fez a cena de coitadinha, desapareceu, chorou, gritou (qual birra de criança), e eu ainda fiquei mal vista por todos (sim, andam todos de má cara pra mim e o meu conhado e ela nem me falam). Eu, a mãe, tinha de ficar calada porque dona excelência, como acha que não faz mal, tinha todo o direito de dar. E eu que me calasse.

Era o que mais faltava!!


7 comentários:

Missy Terere disse...

Meu deus, que cena! E o R? Não te defendeu?

Beijinhos e tem calma!

Se eu pudesse escrevia um livro disse...

Não te chateies com isso, q não vale as rugas.
Por acaso tb ñ gosto que ninguém dê nada ao meu filho. Se eu achar que devo, dou.
Enfim...

ML disse...

Detesto quando tentam fazer de nós parvas e passar por cima da mãe!!

Pobre(o)Tanas disse...

Mais nada!!! E quem sabe és tu! Ora essa! Tb fico piursa quando fazem isso. A Eva engasga-se com pão e bolachas e eu não dou e não quero que lhos ponham na boca! Simples. Manda-a dar uma curva ela que coma o pão se quiser ou dê aos filhos dela... Mania das pessoas! Fogo!

Vanilla disse...

Não teria feito diferente!!!
Também já me acontece dessas mas com uma tia do namorido, mas é pior quer empurrar doces e bolos goela abaixo da moça. Já me passei com ela, a próxima leva directo e ai dela que me desrespeite mais alguma vez. Mania que tem mesmo! Detesto isso! Até deito fumo pelas ventas. A minha menina é gordinha mas não come uma única porcaria é comidinha da boa. Se ela pedir, eu dou a provar, mas se não pede porque raio querem que crianças pequenas comam á força algo. Acho que dá prazer ver as nossas reações só pode!
Pareceu-se mal, azar do....como disseste nos filhos dela manda ela no teu mandas tu! Mais nada!

Katy disse...

O cómico é que até o R ficou contra mim.. anda aqui um ambiente..
Gente maluca, pah!

sandra disse...

Ai Katy, já parece uma vizinha minha. Eu já lhe pedi 2 vezes para não dar doces aos meus sobrinhos. Ainda nem um ano tinham e ela já tentava dar. Eu disse lhe que enquanto eles não pedirem nã0 dou. Ela acha umas estupidez, eu disse lhe que cada um sabe de si. Pois olha tem dois filhos com dentes podres. e o mais velho com 9 anos já teve que arrancar 2 porque não conseguiram arranjar. OS meus grças a Deus não teem nenhum dente estragado.