quinta-feira, 30 de maio de 2013

1 mês de Tomás, de nós

O mês mais difícil, mais esgotante e mais preocupante de todos. Mas o melhor da minha vida, sem dúvida alguma! O mais feliz, o mais amoroso, o mais cheio de vida, de alegria, de lágrimas que felicidade!
Faz hoje um mês que te "arrancaram" de mim. Não paro de pensar nisso: arrancaram-te de dentro de mim. Do quentinho de onde não querias sair, subis-te o mais fundo que conseguiste na tentativa de permaneceres no conforto da barriguinha, mas tiraram-te.

Faz hoje um mês que ouvi pela primeira vez o teu choro, nesta precisa hora. Em que ouvi "já nasceu!! Parabéns Cátia, já és mamã!". Em que chorei de felicidade ao ouvir-te chorar. Em que te beijei o rosto sem parar, enquanto as tuas mãozinhas mexiam e tocavam na minha cara num miminho teu inconsciente.

Faz hoje um mês em que contei os minutos para te ter juntinho a mim, enquanto me tentava distrair na conversa com a equipa médica maravilhosa que tive a sorte de me calhar naquele dia, tanto dentro do bloco como no recobro. Em que assim que te tive ao meu lado, senti-me outra mulher, completamente diferente do que conhecia de mim, e senti um amor como nunca imaginei poder sentir.

Faz hoje um mês que a minha vida mudou completamente para melhor.

És um bebé maravilhoso! É comer, dormir e fazer xixi pra cima dos pais hehe! Dás noites maravilhosas, e se não te acordarmos para comer aguentas 4 horas (já aconteceu nem ouvirmos o despertador por 2x e deste sinal depois de 4h sem maminha). És uma paz de alma, muito calminho. Choras quando na muda da fralda estás com fome ou com frio, ou se tens cólicas. De resto, fazes uns gritinhos de dor que me põem de lágrimas nos olhos, mas acalmas facilmente com festinhas e beijinhos dos pais. Se te pusermos a chucha, a segurarmos com a nossa mão enquanto te fazemos festinhas, seguras a nossa mão com força e acalmas logo.

Fazes as caras mais deliciosas, mais doces, mais fofas, mais tudo depois da maminha! Assim que a largas, pões os lábios como se fosses dar um beijinho a alguém, espreguiças-te, pões a carinha em cima da maminha e franzes a testa. Ficas assim, aninhado a mim, com esta carinha, e eu fico ali a adorar-te. Ficas assim até eu te pôr na alcofa, que é quando mandas um gritinho do tipo "tão? Tava aí tão bem..." mas fazemos o truque da chuchinha e da mão e ficas bem.

Gostas imenso do banho, e agora tem sido sempre o pai a dar-te, porque as minhas costas doem que se farta. De vez em quando lá dou eu, mas fico cheia de dores :(

Já ficas acordado imenso tempo, aliás horas seguidas, com os olhinhos muito abertos a ver tudo. Assim que ouves a voz da mamã ou do pai olhas logo! E adoras o candeeiro-ventoinha da sala, ficas na alcofa a olhar muito atento!
Ficas também acordado na alcofa sem chorares, ás vezes só damos por estares acordado quando te espreitamos.

Sorris imenso!! Não para nós, claro, mas sorris a mamar, a dormir, ás vezes até acordado. Ando sempre a tentar apanhar esses sorrisos com a máquina ou o telemóvel, mas nunca chego a tempo! São os sorrisos mais deliciosos do mundo, ficas com as bochechas ainda mais boas e um ar de bebé delicioso que só apetece comer!!

Disseste a tua primeira sílaba para mim: "a-gu". Parecia mesmo que te estavas a pôr comigo, porque o fizeste enquanto olhavas para mim :)

Chuchas no polegar na perfeição, como um menino grande. Isso de chuchar na mão toda é pra meninas, tu já vieste ensinado! Já vieste também ensinado a fazer figas com os dedos, e tens uma mania tão engraçada: quando te pomos a arrotar fazes uma força enorme com a cabeça até conseguires pôr as mãos debaixo da cabeça, parece que estás a fazer pose para uma fotografia, e só assim páras quieto.

Tens uma força incrível na cabeça, e uma genica como nunca vi!! Nunca vi um bebé com menos de 1 mês a mexer-se tanto e com tanta força no pescoço, se te pusermos virado de barriga para baixo aguentas imenso com a cabeça para cima!

És o doce mais doce do mundo! És o amor da minha vida, meu filho lindo!! A melhor coisa que me aconteceu, já não imagino a vida sem ti! Aliás, nem sei como vivi até aqui sem ti! Nunca senti um amor tão grande na minha vida, um sentimento tão grande e tão forte! E todos os dias cresce, e depois é como diz o ditado "transborda pelos olhos" :)
O teu cheiro, o teu olhar, o teu toque, a tua pele... tudo em ti me faz cada vez estar mais apaixonada.

Amo-te filho, com todas as forças do meu ser, por ti sou capaz de tudo filhote lindo!
Que venham mais meses e muitos anos contigo aqui, bem juntinho a mim.

AMO-TE, AMO-TE, AMO-TE!!! <3

2 comentários:

francisca silva disse...

adoro.
http://minniemumandroutine.blogspot.pt/

Pobre(o)Tanas disse...

Parabéns!!!!!!!!!!!!!! Passa a correr!!!