quinta-feira, 23 de maio de 2013

Isto hoje não está fácil...

Tomás a gritar com fome a cada hora. Mesmo gritar, não é só chorar. Dá gritos alucinantes, de ensurdecer. Chega á mama, pega-lhe e passado um bocado estica-se todo e quer levá-la com ele. Magoa-me imenso, ao ponto de ter que lhe tirar a mama da boca. Dou-lhe da outra e passado 5min o mesmo cenário. Mas largar a mama, tá quieto, quer é levá-la atrás.
Finalmente dorme, ponho-o na alcofa e é o berreiro. Agarro-o ao colo e começa outra vez á procura da mama. Quando percebe que não lha vou dar, berra que até deita lágrimas.
Eu, descontrolada com tanto grito, berro e lágrimas, começo a chorar e a pensar se o leite não estará a desaparecer.
Mudo-lhe a fralda, pois só já me vem á cabeça que pode ser de estar com a fralda suja. Um berreiro que só visto, todo vermelho de chorar tanto, lágrimas a correr-lhe pela cara, nada o acalma. Já ainda mais descontrolada, passo-me da cabeça e grito-lhe "cala-te!". Perdi a cabeça por 5seg. Senti-me mal assim que o disse. E ainda levo com o R. com ar reprovador "tás parva ou quê?".
Meto-o na mama, já quase a chorar outra vez, e ele engasga-se. Aflita vou a pô-lo de pé mas ele ía a escorregar da almofada que tinha no meu colo, e para ele não cair para cima da cama agarrei-o como pude e passei-o ao R., para ele o tentar desengasgar. Levo com outra reprovação: "tão mas mandas-me o menino assim, á balda?". Como se eu fosse capaz disso. Em vez de entender que só o agarrei mal para ele não cair, que foi á pressa com medo que ele escorrega-se, não. Olhar reprovador de novo, critica-me novamente.

Já não basta eu ser nervosa por natureza, ser mãe pela 1ª vez, ainda não estar completamente ambientada, ter medo de estar a ficar sem leite e hoje o Tomás estar impossível (nunca esteve assim, por isso é que me enervei tanto), ainda tenho de levar com as criticas do R.. Em vez de ajudar, de perceber que o que eu preciso é de calma, de mimos, de compreensão, ainda faz pior.
Estou aqui quase a chorar. O R. é maravilhoso no que toca ás tarefas, faz tudo. Limpa a casa de alto a baixo, faz algumas refeições, vai buscar tudo o que lhe peço e levanta-se mais que eu de noite para lhe mudar a fralda. Mas no que toca a sentimentos, acho que tá ali qualquer coisa avariada. Porque por mais que eu lhe peça para ter calma comigo, para me ajudar, para não me criticar porque faz-me sentir pior mãe do que já me sinto quando me descontrolo, ele faz exatamente o contrário.

Sinto-me completamente sozinha...

12 comentários:

Orquídea disse...

tem calma pequena..os homens fazem-se de fortes mas quando se vai a ver são mais lamechas que nós..ele deve estar tanto ou mais nervoso que tu e por isso é que reage dessa maneira! Tens que ter calma pequena!! E muita muita força! :)

ádescávir disse...

Tens que ter calma, Katy. Sinceramente acho que precisas de ajuda, não só para aprenderes a tratar do Tomás,mas também psicológica. É uma fase difícil, de adaptação, de aprendizagem e é normal que te sintas perdida e aflita. Pede ajuda, não tenhas vergonha e não te feches no teu mundo.

Beijinho grande!

Katy disse...

ádescávir, eu tenho ajuda da minha mãe e da minha irmã, são uma grande ajuda, mas dentro da minha própria casa sinto-me completamente sozinha..
Orquídea, não sei não, acho que ele é mesmo assim...

Beijinho

Mag disse...

Calma mta calma! O Tomás sente o teu stress e fica mais nervoso. E tb é normal q t passes uns segundos,ninguém é de ferro,e ninguém te pode criticar,quem nunca o q fez q atire a 1a pedra. Estou a ver q n está a ser fácil,mas pensa no qto amas o teu pimpolho. Qto ao maridão,fala c ele,desabafa,diz q precisas d ajuda. Pareces cansada Katy,deixa o bebé c o pai e toma banhoca demorada para relaxares,sabe bem. Uma bjoca grd

Katy disse...

Mag, eu estou exausta.. precisava da compreensão e do apoio do R. para andar calma, mas ele ainda me enerva mais.. hoje definitivamente não é um dos meus dias!

Pobre(o)Tanas disse...

Katy é perfeitamente normal! Eu tb já disse "cala-te!" num desespero... Tb ja me enfiei na wc a chorar sem saber o que fazer e ainda hoje tenho dias que so me apetece respirar para um saco de plastico com ataques de ansiedade... por isso é normal! O que me assusta é ires para França com um bebé tão pequeno e sem a tua mãe lá para te ajudar... :S

Nicole Inacio disse...

Katy vai ao centro de saude quando ele ta assim nervoso e irritado e pede ajuda a enfermeira na amamentação e ela ajuda-te... sério é para isso que servem ou liga a linha de apoio a amamentação...

Bjos e o quanto ao R.. faz o mesmo um dia que ele esteja mais stressado com o menino diz então es parvo ou que ... se ele olhar para ti dizes é o que me fazes para ver se gostas...

Anônimo disse...

Olá Katy . Tens que tentar acalmar-te porque o teu menino sente tudo . E isso deixa-o mais nervoso.
Como disse uma menina mais em cima talvez seja melhor procurares ajuda antes de entrares em depressão pós parto.
Acredito que ao mandares calar o teu filho foi um acto de desespero, acredito que não o fizesses por mal . Mas fala com o teu medico de familia para ver o que é que ele te aconselha.
Um beijinho e muita força. Ninguem disse que ser mãe é fácil, mas nós mulheres somos fortes e conseguimos ultrapassar tudo pelos nossos filhos.
Um xi coração
SARA

Anônimo disse...

Ah mais uma coisa Katy , talvez o teu menino precise de suplemento.
Atenção que não dar mama não é o fim do mundo. Sim é importante e blábláblá, mas mais importante é o teu filho estar bem e não passar fome.
Eu nunca dei o peito , com muita pena minha , mas se me senti menos mãe ou menos mulher por isso ? Obviamente que não . Acima de tudo o bem estar do meu filho.
Um beijinho

Katy disse...

Pobre(o)Tanas, também me assusta muito estar lá sozinha, mas infelizmente não tenho outro remédio..
Nicole, já lhe fiz o mesmo mas ele nem se lembra disso quando é altura de me criticar!
Sara, enquanto ele aumentar bem de peso não lhe dou suplemento, hoje temos consulta no pediatra e vejo logo se ele aumentou o normal.
Ando com algum stress em cima, acho que os momentos de descontrolo são por causa disso..

Beijinhos!

Alexandra disse...

Olá! Não te assustes, isso é tudo normal! Tenho uma menina com 8 meses e perco a paciencia algumas vezes (como dar dois berros pra se calar) mas depois crescem os remorsos... Não somos de ferro! Quando isso acontece respiro fundo (já depois dos berros) e penso que ela deve ter motivo e dou-lhe muito carinho. Nós estando calmas o bebé também fica! Os homens não são tão sentimentais como as mulheres! Nesta fase bem que precisavamos o triplo de atenção! Mas olha, o meu marido não me fazia nada em casa, se não fosse eu, nem se comia... Se calhar não estás tão mal quanto isso ;) bjinhos

a mãe disse...

Calma :)
Estas a fazer um optimo trabalho e as hormonas pos parto dao cabo de nos.