domingo, 23 de outubro de 2011

Objectivos

Com a vida e o tempo, mudamos de objectivos. Os meus dantes eram livrar-me da escola e começar a trabalhar, sempre fui uma pessoa muito independente e queria a minha independência total. Hoje vejo que foi, talvez, o maior erro que fiz! Tenho idade para estar na universidade, e nem o 9º ano acabei! Verdade seja dita, tive de desistir da escola não só por minha vontade, mas por situações que me afectaram a nível de saúde, mas se pudesse voltar atrás nunca teria desistido tão facilmente.
Por isso, os meus objectivos hoje são outros. Já estou na idade em que passei do "oh mãe és uma chata, eu é que sei!" para o "mãe, tinhas razão... devia ter-te dado ouvidos". Mas agora não há volta atrás, só o futuro para compensar isto tudo. E como dizia, os meus objectivos são outros e mudaram com o amadurecimento de outra idade, do momento em que vejo o que hoje poderia ter se não tivesse sido parvinha.
Portanto, quero perseguir os meus objectivos. Assim que tiver oportunidade, quero ir estudar para acabar o 9º ano. (o bom em ter frequentado mesmo o 9º dá-me a vantagem de que não tenho de retroceder ao 7º e fazer os 3 anos, posso acabar mesmo SÓ o 9º, o que para mim é ideal e excelente!) Com este objectivo novo, vêm outros... quero, também assim que possivel (e houver dinheirinho), tirar a carta. Porque na minha cidade tããããão grande (just kiding) não há nem cursos bons (quero tirar o 9º num curso profissional, ao menos aproveito para aprender alguma coisa) nem onde os frequentar. Por isso cursos na minha terrinha, no way, terei certamente que ir para outra cidade, não me interessa se de autocarro se a pé, mas quero mesmo fazer isto.

Maaaas... e há sempre um "mas", preciso de apoio. Não de monetário, mas de moral. Que é coisa que não me falta do lado de quem mais amo (pais e irmã), mas falta o do R., que é completamente contra estes meus novos objectivos! Porquê??? Porque acha-os inúteis, desnecessários.. e por isso acha-se no direito de não me apoiar minimamente e de ainda, TODOS OS DIAS, me "azucrinar" a cabeça para desistir destas ideias. Sinto-me triste, sinto que não posso contar com ele (e na verdade, no que toca a novos objectivos que me realizam, nunca pude) e já cheguei mesmo a considerar o que tenho de abdicar para conseguir realizar os meus objectivos. Sinto-me mesmo em baixo com isto....... mas pronto, o que tiver de ser será, e já deixei que me atrasassem tempo demais, não vou deixar que o façam novamente! E ponto final!

6 comentários:

Bárbara disse...

Eu agora ando calminha xD
Mas jasus com aquele eu ia ao ceu :D

Cris ♥ disse...

Nunca desistas dos teus sonhos!!!!

Katy disse...

Cris, obrigada pela visita e pelo comentário! :)
E tens razão, não vou desisir. Já desisti uma vez, e só vi agora os danos que fez à minha vida, não vou voltar a errar.

Dreia disse...

Minha alma está parva Katy!!
Ser independente é acima de tudo não depender de um homem para nada... e não só é importante que voltes à escola, por mera cultura como cada vez mais isso é uma guerra aí fora, e para ter um lugar ao sol só mesmo com as habilitações correctas!

Don't be the girl who nedds a man... be the girl a man needs!!

Se o meu me tentasse cortar as asas dessa forma... eu voaria ainda mais alto!! Tinha muito que ver tinha!!

Katy disse...

Dreia, até eu quando vi o que tinha deixado para trás fiquei parva comigo. Sempre fui muito independente de todos os que me rodeiam, e de um momento para o outro parece que ceguei, não entendo o que aconteceu. Mas felizmente já tou bem acordadinha e decidida a retomar as rédeas da minha vida!
Obrigada pelas palavras :)

Dreia disse...

Eu percebo... simplesmente quando nos apaixonamos somos parvas o suficiente para não dar importância aos nossos desejos e anos mais tarde é que vemos o que perdemos. Sorte a tua que ainda estas muito a tempo!