quinta-feira, 14 de março de 2013

O derradeiro ato de amor

"Um homem de 47 anos deu a vida pela filha, de quatro anos, quarta-feira à noite nos Açores. O homem morreu soterrado pelo deslizamento de terras em Faial da Terra, mas salvou a menina ao abraçá-la, protegendo-a da derrocada de lama e pedras, que matou três pessoas, incluindo dois irmãos órfãos.
A primeira vítima do deslizamento de terras, quinta-feira à noite, nos Açores, foi retirada dos escombros pelos vizinhos. Quando conseguiram chegar ao homem, de 47 anos, este já estava cadáver. Por baixo do corpo, encontraram a filha, uma menina de quatro anos, que sobreviveu, protegida pelo corpo do pai. A mulher e outras duas filhas, de 16 e 18 anos, estavam noutro andar e escaparam à derrocada de pedras e lama que soterrou o primeiro andar da casa."

Isto sim, é um pai. Isto é ter amor incondicional pelos filhos, ao ponto de dar a própria vida.
Hoje os meus pensamentos estão com esta familia...

4 comentários:

Níxia disse...

Podes crer Katy, foi herói e o meu coração está com todos os que perderam algo no dia de ontem...
Mais triste ainda é que depois aparecem pessoas como aquela que acabei de publicar :(

Mamã Apuros disse...

Até fiquei arrepiada.

Orquídea Branca disse...

bem, até me arrepiei :( não devia era ter morrido ninguém...

Pobre(o)Tanas disse...

É triste e de lamentar... Mas nós por um filho fazemos tudo! Ai Katy estas desgraças nunca deveriam bater à porta de ninguém! Beijinho nosso!